logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Ilios Pose

Escrito por Paula Penedo   
Sex, 29 de Agosto de 2014 15:15

Ilios Pose

Pesquisadores do Departamento de Engenharia de Produção (DEP) da UFSCar desenvolveram um sistema que reconstrói o curso de ação de uma pessoa durante a realização de atividades em postura sentada. O Sistema e Método para Observação Postural, Análise e Reconstrução, ou Ilios Pose (Posture Observer for Seat Ergonomic), é um método não-invasivo que permite tratar estatisticamente as posições assumidas por alguém e concluir quais são aquelas mais frequentes em função da atividade que está sendo desenvolvida.


Criada por Nilton Luiz Menegon, Daniel Cleiton Quartim Campos, Luiz Antonio Tonin, Marina Greghi Sticca, Gerusa Barbosa Guarda de Souza, Lucas Alves Volpe e Talita Naiara Rossi, essa tecnologia faz parte do projeto Conforto e Design de Cabine, realizado em parceria com a Embraer e tem o objetivo de avaliar as posições assumidas pelos passageiros de veículos como aviões, trens e metrô.


O nome do invento, Ilios, é uma referência ao deus grego do sol, Hélio, considerado o olho do mundo por poder ver tudo o que se passa na Terra e no Olimpo. A partir da observação de um especialista por meio de um vídeo ou em tempo real, o sistema recompõe as posturas adotadas pelo passageiro ao longo do tempo, associadas às atividades executadas, juntamente com as posições da poltrona e da mesa.


Nilton Menegon esclarece que, apesar de ter sido desenvolvido para análise em meios de transporte, o Ilios Pose não se restringe à essas situações, podendo ser utilizado em qualquer atividade dinâmica na qual o registro por vídeos ou sensores é limitado. “Na indústria do petróleo, por exemplo, os operadores não trabalham em salas, mas em campo, acionando válvulas, subindo escadas, fazendo manutenção de radares. Com uma tecnologia dessas, você pode observar à distância, registrar e reproduzir o que o operador está fazendo”.


Nesse sentido, o Ilios Pose atende à demanda por um sistema de observação não-invasivo. Isso porque a principal dificuldade para o estudo da ergonomia é o fato das tecnologias de captura de movimento existentes restringirem a observação, na medida em que é preciso instrumentalizar a pessoa. E em diversos contextos, seja por questões técnicas ou por interferir com o sujeito, sua aplicação não funciona. “Existem situações de voo nas quais a gente não consegue fazer isso, até por questões operacionais. Como eu vou abordar alguém, instrumentalizá-lo e colocá-lo dentro de um avião? É inviável e invasivo”, defende Menegon.


O Ilios Pose foi concebido durante um voo entre São José dos Campos e Gavião Peixoto (SP), no qual foram testados alguns protocolos de pesquisa. Frente à dificuldade de observação e filmagem enfrentados, foram estabelecidos ícones para representar as atividades e posturas assumidas pelos passageiros. Ao final do voo, ao confrontar observações iconográficas com outros protocolos de observação e registro, ficou demonstrada a eficácia do método.


Numa primeira implantação, os ícones representativos dos segmentos corpóreos foram organizados em fichas de observação e, posteriormente, testes de campo foram realizados. Essa técnica mostrou-se ineficiente, pois, em um curto período de voo, dezenas de fichas eram geradas. “O que acontecia é que a gente ficava observando as pessoas durante o voo e marcava as posturas que ela ia assumindo e aí, conforme ela mudava de postura, a gente tinha que fazer uma anotação”, complementa Marina Sticca.


Para facilitar e viabilizar a utilização do método, um aplicativo foi desenvolvido inicialmente numa versão para palmtop e posteriormente para Desktop. As informações capturadas pelo pesquisador e inseridas no software geram um conjunto de dados qualitativos e quantitativos, que cruzam as informações referentes às atividades realizadas e as posturas adotadas ao longo do tempo.


O passo seguinte foi desenvolver uma técnica de transferência das informações armazenadas para um software de simulação humana. Dessa forma, o sistema permite capturar o curso da ação de uma pessoa em dada situação, como uma viagem numa aeronave específica, e transformá-la em uma simulação humana que será inserida em outros contextos de ação.


O Ilios Pose é um método que pode ser utilizado como ferramenta para tratar das questões de ergonomia no desenvolvimento de ambientes, situações de trabalho e de uso. Numa primeira aplicação foram capturadas 40 horas de observações durante trechos de voo diversos. O tratamento destes dados permitiu conhecer relações importantes entre atividades e posturas no interior das aeronaves.

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa