logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Fibras e tecidos vítreos

Escrito por Fabricio Mazocco   
Ter, 26 de Agosto de 2014 10:18

peleDSC 0196 reduzidaOs vidros bioativos vêm sendo utilizados para diversos fins nas áreas da saúde, encontrando aplicação em variados procedimentos tanto na medicina quanto na odontologia. Por atuar como um excelente regenerador ósseo, o material é uma opção para o tratamento de lesões ósseas, procedimentos para aumento do volume ósseo e para pacientes que têm dificuldade de regeneração desse tecido, como é o caso da osteoporose, entre outras enfermidades. Entretanto, esse material não permite ser conformado, já que passa por um processo conhecido como cristalização durante seu processamento. Este fenômeno faz com que seja muito difícil obter peças 3D, scaffolds porosos ou fibras a partir desse material. Portanto, seu uso clínico se restringe atualmente nas formas de partículas e granulados.


Para resolver esse problema, pesquisadores da UFSCar desenvolveram a patente Composição vítrea, fibras e tecidos vítreos bioativos e artigos. Os inventores são Edgar Dutra Zanotto, Oscar Peitl Filho e Marina Trevelin Souza, do Laboratório de Materiais Vítreos (Lamav), do Departamento de Engenharia de Materiais da UFSCar.


Com o objetivo de processar o material em diversos formatos, os pesquisadores da UFSCar fizeram uma nova composição vítrea por meio da mistura de diversos elementos, resultando em um material com baixa tendência à cristalização e com alta bioatividade. Dessa forma, essa patente trata de uma composição de vidro da qual é possível, entre outras aplicações, a obtenção de fibras que são altamente bioativas e podem ser moldadas na forma de tecidos, adquirindo geometrias complexas. Esses tecidos são destinados às aplicações tanto na área médica quanto na área odontológica.


Por se tratar de um material flexível e adaptável, o tecido de fibras vítreas pode ser aplicado para curar ou amenizar problemas relacionados às úlceras na pele, queimaduras, lesões cutâneas, problemas de regeneração de ossos e fraturas, entre outras condições e enfermidades. O material também apresenta outras vantagens como ser bactericida, o que evita possíveis infecções, tem atividade inflamatória e é angiogênico, ou seja, acelera a formação de vasos sanguíneos, uma etapa crucial na regeneração de qualquer tecido do corpo.

 

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa