logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

CGEE lança estudo sobre CubeSats

Seg, 23 de Julho de 2018 17:04

Publicação será divulgada na 70ª Reunião Anual da SBPC, que acontece de 22 a 28 de julho, na Universidade Federal de Alagoas (Ufal)

 

Tendência mundial em tecnologia e inovação no setor espacial, os CubeSats são o tema da nova publicação do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), que será lançada no dia 25 de julho, durante a programação científica da 70ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), na Universidade Federal de Alagoas (Ufal), em Maceió (AL).

 

O estudo será discutido na mesa-redonda “Ciência com pequenos satélites: pensando dentro de pequenas caixas”, quando um dos autores da publicação e assessor técnico do Centro, Thyrso Villela, fará exposição sobre o assunto.

 

Os CubeSats são nanossatélites construídos a partir de unidades padrão, em forma de cubo de 10 centímetros de aresta. A inovação é um expoente da tendência de miniaturização dos satélites. Originalmente desenvolvido para estudos acadêmicos, esse modelo tem oferecido vantagens em termos de custo e tempo de desenvolvimento na construção de equipamentos espaciais, o que tem atraído a atenção dos mais variados setores, em diversos nichos de aplicações e de mercado.

 

Essa inovação desponta como uma possibilidade de fornecer a instituições e países oportunidades concretas de acesso ao espaço, para atender a diversas demandas. Algumas das aplicações dos CubeSats que podem ser exploradas referem-se às áreas de sensoriamento remoto da Terra; telecomunicações; defesa; meio ambiente e agricultura; planejamento urbano; recursos hídricos e minerais; controle de fronteiras; e ciência de um modo geral.

 

Villela explica que os Cubesats representam uma inovação em vários aspectos, principalmente no que diz respeito a custo, tempo de desenvolvimento do artefato e tamanho de equipes para construí-los. “Em geral, os custos estão na casa de dezenas a centenas de milhares de dólares, enquanto satélites tradicionais têm custos da ordem de dezenas a centenas de milhões de dólares”, afirma.

 

Os dados do estudo mostram que esse modelo de satélite já é uma tendência mundial. Em 2017, por exemplo, o número de CubeSats lançados superou o de satélites convencionais e cerca de 50 países tinham enviado, pelo menos, uma unidade ao espaço. O Brasil lançou seu primeiro CubeSat em 2014. Até 2017, foram três artefatos.

 

A publicação traz um panorama geral sobre o atual cenário dessa tecnologia no Brasil e no mundo e destaca as oportunidades dos CubeSats para o setor espacial brasileiro, ressaltando a importância de um desenvolvimento estratégico dessa tecnologia no País.

 

A programação completa da 70ª Reunião Anual da SBPC pode ser acessada neste link.

 

ExpoT&C

 

O CGEE terá, ainda, um stand sobre o tema na ExpoT&C, mostra de ciência, tecnologia e inovação que integra as atividades da Reunião Anual da SBPC. Serão expostas maquetes do modelo de CubeSat proposto pelo CGEE para sensoriamento remoto da Terra.

 

Serviço

 

Lançamento da publicação “CubeSats”

 

Data: 25 de julho

 

Horário: 15h30

 

Local: Reunião Anual da SBPC – Universidade Federal de Alagoas, Maceió (AL)

 

Fonte: Jornal da Ciência, 20/07/2018, com informações CGEE

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa