logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Abertura do Congresso ABIPTI 2018 enfatiza a importância da CT&I para o desenvolvimento do Brasil

Qui, 28 de Junho de 2018 12:06

Como fazer do Brasil uma nação inovadora e também o Estado do Maranhão? Com esse questionamento central, representantes da sociedade civil, pesquisadores, empresários, especialistas e lideranças do ecossistema de inovação brasileiro debateram no 9º Congresso da ABIPTI (Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação) os desafios e propostas que podem alavancar os índices de inovação em todo território nacional. O evento, que acontece em São Luís (MA), segue até sexta-feira, 29 de junho.

 

Na cerimônia de abertura, o presidente da ABIPTI e presidente do Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná), Júlio César Felix, destacou a importância da ciência, tecnologia e inovação para diminuir as desigualdades e alcançar o desenvolvimento no país e também do debate sobre como aperfeiçoar políticas, mecanismos e marcos legais para desburocratizar o investimento em inovação.

 

“Neste ano temos como tema os desafios, em áreas como a saúde, educação e inclusão social, mas não queremos falar apenas dos problemas, mas sim apresentar propostas para um Brasil inovador”. A partir dessa reflexão, Júlio Felix salientou que o objetivo do evento é colocar em foco boas iniciativas e pensar em conjunto como será o futuro do Brasil.

 

“O que podemos fazer para melhorar e aperfeiçoar esses mecanismos que temos hoje, como o Marco Legal? Como vamos superar gargalos jurídicos e burocracias que, muitas vezes, desmotivam empresas e institutos a investirem em inovação?”, questionou o presidente da ABIPTI.

 

A escolha do Estado do Maranhão para sediar o evento não foi aleatória. Regionalizar o congresso faz com que o debate ganhe maior dimensão. Júlio Felix afirmou que é essencial considerar a regionalização, pensando no fortalecimento dos Sistemas Estaduais de Ciência, Tecnologia e Inovação.

 

Na ocasião, o reitor do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), Jhonatan Almada, agradeceu aos atores que participaram da realização do evento junto a Abipti e destacou a contribuição do governo do Estado nos últimos anos no incentivo à área de inovação que contribuiu para que São Luís ganhasse destaque e fosse escolhida sede do 9º Congresso.

 

“O Maranhão que vocês visitam hoje é muito diferente do que nós recebemos no passado. Nos últimos anos, diversas transformações aconteceram e estão presentes aqui hoje, em instituições associadas da Abipti. Uma delas é o IEMA e a outra é a UEMASUL”, enfatizou Almada.

 

O governador do Estado do Maranhão, Flávio Dino, mostrou que assim como outros grandes setores, o de CI&T merece um novo olhar porque trata-se de uma área que dialoga com todas as outras, como a agricultura, saúde, educação e desenvolvimento social. Em sua fala, ele deixou claro a importância do setor para o futuro do país. “Mesmo se o projeto do Brasil, como nação, fosse se transformar exclusivamente em um produtor de soja, ainda assim precisaríamos de muita tecnologia para sermos competitivos”, disse Dino.

 

A falta de investimentos públicos, que é hoje um dos grandes problemas do setor, afasta empresas e diminui a capacidade das universidades e institutos. Recuperar o poder de investimento do Estado foi uma das metas apresentadas por Dino, que reconheceu o cenário não favorável e a urgência de mudanças tributárias para atrair outros investidores.

 

“Lamentavelmente, em razão da crise fiscal, o que temos assistido é uma desindustrialização do Brasil e dificuldades frequentes, com corte de gastos, atraso no pagamento de bolsas e interrupção de atividades em universidades. Os indicadores são preocupantes. Não vamos encontrar respostas sem investimento público e sem estreitar a relação entre setor público e privado e apenas a recuperação da confiança vai permitir que empresários invistam nas instituições públicas novamente”, finalizou o governador.

 

Também participaram da cerimônia de abertura do 9º Congresso Abipti: o representante do Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab e, diretor do Departamento de Políticas e Programas de Ciências da Secretaria de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento (SEPED/MCTIC), Sávio Tulio Raeder; o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SESCTI), Davi Telles; o representante do presidente da Empresa Brasileira de Inovação e Pesquisa (FINEP), Prof. Marcos Cintra e, superintendente da Área de Fomento dos programas de Desenvolvimento Tecnológico e à interação com Áreas de Inovação, Edgard dos Santos Rocca; o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), Alex Oliveira; a professora doutora representante do reitor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Rita de Maria Seabra Nogueira; o reitor do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Francisco Roberto Brandão Ferreira; a reitora da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL), Elizabeth Nunes Fernandes e o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), Fábio Ribeiro Nahuz.

 

Fonte: Portal Agência ABIPTI

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa