logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Fiocruz Ceará inaugura novas instalações

Qui, 28 de Junho de 2018 12:04

O novo Centro Tecnológico estará dedicado à produção de vacinas e outros biofármacos a partir de plataformas vegetais

 

A Fiocruz inaugura, na terça-feira (26/6), suas novas instalações no Ceará, construídas em um terreno de 32 hectares, cedido pelo governo do estado, situado no Polo Tecnológico e Industrial da Saúde, no município de Eusébio, limítrofe com Fortaleza. A Fiocruz Ceará terá a primeira unidade de produção da Fundação fora do Rio de Janeiro, o Centro Tecnológico de Plataformas Vegetais (CTPV). Será ainda o primeiro parque do Brasil a integrar projetos de inovação tecnológica na produção de medicamentos, insumos e diagnósticos, para atender da saúde básica à medicina de alta complexidade.

 

O projeto da nova sede no Ceará foi idealizado há mais de uma década, a partir de uma visão da ciência, tecnologia e inovação como pilares fundamentais para a redução das desigualdades regionais do país. A criação da Fiocruz Ceará se deu por meio de esforços em conjunto da Fundação, dos governos do estado e do município de Eusébio, além de universidades cearenses, e tem como objetivo produzir novas abordagens, alternativas e inovações que favoreçam a consolidação do SUS, e, em consequência, promovam inclusão social e fortalecimento da democracia. Um dos objetivos da implantação do Centro Tecnológico de Plataformas Vegetais na Região Nordeste é contribuir para o desenvolvimento do Complexo Econômico Industrial da Saúde e estimular o desenvolvimento local sustentável do entorno do empreendimento, do Estado do Ceará e do Nordeste.

 

O polo do Ceará vai usar matérias-primas do bioma nordestino para desenvolver produtos inovadores. O novo Centro Tecnológico, ligado ao Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), estará dedicado à produção de vacinas e outros biofármacos a partir de plataformas vegetais, sendo a primeira unidade deste gênero na Fundação. Uma linha de ação é a produção de um biofármaco, a partir de células de cenoura, para tratamento da doença de Gaucher (doença genética rara que causa aumento do baço e do fígado).

 

A área de doenças degenerativas é outra que está na mira da Fiocruz para futuras pesquisas na unidade. A expectativa é atrair outros empreendimentos e parcerias na área acadêmica e empresarial, incluindo startups. A sede do Ceará terá um prédio para ensino, com capacidade para 560 alunos, e outro para pesquisas, com 15 laboratórios — dois deles com nível de biossegurança elevado.

 

O investimento na nova sede foi de R$ 180 milhões. De acordo com o diretor da Fiocruz Ceará, Antônio Carlile Lavor, o projeto também prevê “o desenvolvimento de pesquisas e produção compartilhada de conhecimentos, com foco nas populações do campo, da floresta, das águas e de regiões urbanas vulneráveis, além das relações da Fiocruz com o município de Eusébio, onde está instalada, com a sua população e seu ambiente”.

 

Histórico

 

O Ceará se mostrou um local estratégico para consolidação da Fiocruz na região, assim como para a distribuição de tecnologias – cerca de 75% de sua população é dependente exclusivamente do SUS. O estado é pioneiro no Brasil no desenvolvimento dos programas de Agentes Comunitários de Saúde e Saúde da Família. A implantação da unidade no estado se iniciou, de fato, com a criação do Polo Industrial e Tecnológico da Saúde, já que a Fiocruz será a instituição âncora do Polo.

 

A chegada da Fundação ao Ceará mostrou o potencial para crescimento da economia por meio do setor industrial da saúde, o que levou a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) a instituir a Diretoria de Saúde. Segundo Carlile, a população brasileira apresenta uma forte dependência de importação dos produtos mais novos para a saúde, tanto na linha de fármacos e medicamentos, insumos para os laboratórios, como de equipamentos. “Há um campo aberto para o crescimento do setor industrial para a saúde”, diz.

 

Espera-se que a nova base científica e tecnológica da região atraia indústrias para o município de Eusébio e também estimule o crescimento e a criação de indústrias locais, levando ao desenvolvimento do mercado de saúde regional e ao fortalecimento do Polo Industrial e Tecnológico da Saúde. Para chegar a estes objetivos, definiu-se como áreas prioritárias para a atuação da Fiocruz Ceará o fortalecimento da Estratégia de Saúde da Família, por meio da qualificação dos professores e pesquisadores, e o desenvolvimento industrial na área de saúde, dirigido para a produção de medicamentos, equipamentos e outros insumos para a saúde.

 

Fonte: Jornal da Ciência, 26/06/2018, com informações Agência Fiocruz

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa