logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Prêmio Mercosul divulga a relação dos vencedores da edição 2017

Ter, 22 de Maio de 2018 08:51

Foram anunciados nesta sexta-feira (18) os vencedores da 13ª edição do Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia. Com o tema “Tecnologias para a Economia do Conhecimento”, representantes de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela apresentaram projetos ao comitê avaliador da premiação em cinco categorias.

 

A vencedora da modalidade Iniciação Científica foi a paraguaia Ariane Pereira Denis, estudante do Colegio Privado Campo Verde, com o projeto Robótica ao Alcance de Todos (Robox). A menção honrosa foi para o brasileiro Emerson da Costa Silva, da Fundação Escola Técnica Salzano Vieira da Cunha, que apresentou o Dispositivo Móvel de Adaptação ao Solo para Crianças Cadeirantes (Sit to Play).

 

Entre os estudantes universitários, foi escolhido o projeto de produção de filmes biodegradáveis para uso em feridas, do brasileiro José Ribamar de Castro Júnior, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A menção honrosa foi para a Venezuela, com um estudo sobre o nível de maturidade do governo eletrônico nos países do Mercosul, conduzido por Carlos Alberto Ramos Torres, aluno da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila).

 

O ganhador entre os jovens pesquisadores foi o argentino Ezequiel Alejandro Ortega, do Instituto Presbítero Dr. Antonio María Sáenz. Ele foi o responsável por desenvolver o estudo “Vejo, Compreendo e Aplico”, que utiliza recursos em 3D para estimular o aprendizado.

 

Nesta categoria, foram concedidas duas menções honrosas. A primeira foi para Bruno Campos Janegitz, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), campus Araras. O brasileiro foi premiado por desenvolver um sensor eletroquímico de DNA para a detecção de predisposição ao câncer de mama. Já o paraguaio Federico Gaona Verón, da Universidade Nacional de Assunção (Una), criador de um sistema de monitoramento remoto em tempo real do mosquito transmissor da Doença de Chagas.

 

Na modalidade pesquisador sênior, a vencedora foi a brasileira Amedea Barrozzi Seabra, da Universidade Federal do ABC (UFABC), por um estudo focado na preparação, caracterização e aplicação de nanopartículas doadoras de óxido nítrico. A também brasileira Ariane Machado Lima, da Universidade de São Paulo (USP), ficou com a menção honrosa por conduzir uma investigação para a classificação multiclasse de transtornos psiquiátricos baseada em medidas antropométricas faciais.

 

Não houve ganhadores na categoria integração.

 

Todos os projetos analisados abarcaram cinco áreas: novas tecnologias da informação e comunicação (TICs) e seu potencial transformador; novos modelos de negócios na era digital – a transformação sem fronteiras; formação do profissional do futuro – construção de novas competências e habilidades; novas tecnologias para despertar nos jovens o interesse pelo aprendizado e o desenvolvimento de novas tecnologias; e ciência, inovação e criatividade para o desenvolvimento humano: as indústrias criativas na convergência digital.

 

O prêmio

 

Instituído em 1997 pela Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do Mercosul (RECyT), o objetivo do prêmio é reconhecer os melhores trabalhos de estudantes, jovens e pesquisadores e equipes de pesquisa, que representem potencial contribuição para o desenvolvimento científico e tecnológico e incentivar a realização de pesquisa científica, tecnológica e a inovação no Mercosul. Além disso, contribui para o processo de integração regional por meio do estímulo à difusão das realizações e dos avanços científicos e tecnológicos.

 

Fonte: Portal MCTIC

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa