logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Falsa ciência e pós-ciência?

Qua, 18 de Abril de 2018 10:51

“As verdades discutíveis são refutáveis e “verdades” indiscutíveis são pós-verdades, “verdades” da pseudociência. No entanto, em tempos pós-verdadeiros, a atividade científica é também ameaçada pela falta de rigor nos mesmos cuidados necessários para identificar as fake news cotidianas”, escreve o professor da Faculdade de Ciências Aplicadas da Unicamp, Peter Schulz

 

Fake science existe já há um bom tempo sob o nome de pseudociência, algo que quer se passar por ciência sem ter o seu estatuto. Existem critérios para diferenciar a pseudociência da ciência, pois, como diz o filósofo da ciência Bruno Latour, “o objetivo da ciência não é produzir verdades indiscutíveis, mas discutíveis”. As verdades discutíveis são refutáveis e “verdades” indiscutíveis são pós-verdades, “verdades” da pseudociência. No entanto, em tempos pós-verdadeiros, a atividade científica é também ameaçada pela falta de rigor nos mesmos cuidados necessários para identificar as fake news cotidianas.

 

Panorama
Fake news e pós-verdade são expressões que ganharam notoriedade nos últimos anos no embalo das redes sociais. Notícias falsas invadiram essas redes e seus consumidores as tomam por verdades, que são realimentadas pela validação dada pela rede de amigos nas mesmas redes. É assim que nos conectamos e assim “nós não estamos vendo pontos de vista diferentes e sim mais do mesmo”, nas palavras de Gilat Lotan em seu blog. O meio de cultura das fake news é terreno fértil para a pós-verdade, palavra do ano da língua inglesa de 2016, embora o neologismo tenha aparecido pela primeira vez ainda no final do século passado, em 1992. Pós-verdade descreve situações em que crenças e emoções são mais importantes que fatos na formação da opinião pública.

 

Pós-verdade associada à palavra ciência leva (pelo Google, claro) a notícias e textos em que a ciência é celebrada como antídoto à própria situação (pós-verdade) que a rejeita. Deixando a ciência de lado por um instante, observa-se também a proliferação de avisos e dicas para separar notícias falsas de verdadeiras, como a divulgada pela International Federation of Library Associations and Institutions (IFLA) (figura abaixo). Voltando à ciência, que por construção (idealizada) deveria ser imune à pós-verdade e à produção de sua versão falsa (fake science), verificamos que também esse território do conhecimento humano está sendo invadido por opiniões e crenças que se sobrepõem ao rigor científico.

 

Leia na íntegra: ComCiência

 

Fonte: Jornal da Ciência, 17/04/2018

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa