logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Ações e investimentos dão novo fôlego ao setor de Ciência e Tecnologia

Qui, 29 de Março de 2018 16:06

Governo do Ceará destinará 1,01% da receita tributária líquida do Estado para Ciência e Tecnologia. O repasse desses recursos representará, no final de 2027, mais de R$ 3 bilhões

 

O Governo do Ceará anunciou que vai destinar 1,01% da receita tributária líquida do Estado do Ceará para Ciência e Tecnologia. O repasse desses recursos representará, no final de 2027, mais de R$ 3 bilhões. A notícia deu novo fôlego ao setor, tido como estratégico para o desenvolvimento do país.

 

Investir em C&T e tornar o conhecimento científico acessível aos cearenses têm sido uma aposta do Governo. Para o alcance desse propósito, várias ações estão sendo colocadas em prática pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), que em 2018 completa 25 anos de existência.

 

O trabalho da Secitece é realizado na Capital e no Interior em conjunto com suas instituições vinculadas: Uece, UVA, Urca, Nutec, Funcap, ITIC e Centec. As iniciativas incluem lançamentos de editais de apoio à Inovação a exemplo do InovaFIT; concessão de novas bolsas de estudo para pós-graduação; e o incentivo ao empreendedorismo digital dos jovens, por meio do programa Corredores Digitais, dentre outras.

 

Soma-se a isso as ações de popularização da Ciência e Tecnologia, passando pela infância, adolescência até a fase adulta, como os projetos Ciência Itinerante e Ciência na Praça, que levam, para locais públicos, experimentos e atividades lúdicas que despertam a curiosidade e desmistificam o saber científico. A qualificação profissional de jovens e adultos também é foco da Secitece, com cursos promovidos no Universidade do Trabalho Digital (UTD) e nos Centros Vocacionais Tecnológicos (CVT).

 

E para congregar todas as iniciativas de democratização e empreendedorismo no setor, a Secitece concebeu a Feira do Conhecimento, evento que reúne academia, empresas, comunidade e governo para apresentar toda a criatividade e inteligência do povo cearense. A feira, que teve sua primeira edição em 2017, já é considerada a maior ação de popularização da Ciência realizada no Estado.

 

De acordo com secretário da Secitece, Inácio Arruda, o evento mostra ao próprio cearense que o Ceará é um celeiro da Ciência. “O que é produzido no ‘sertão brabo’; o conhecimento que se materializa dentro dos muros das universidades e de outras instituições: tudo isso é feito e precisa chegar à população. Por isso resolvemos realizar a Feira do Conhecimento”. A segunda edição do evento já tem data marcada: será dos dias 21 a 24 de novembro de 2018.

 

Atenção às universidades

 

O Governo do Ceará trabalha para o fortalecimento e a interiorização do ensino superior. Hoje, o Estado abriga oito universidades (três estaduais, quatro federais e uma privada) e dois centros universitários privados. Universidade Estadual do Ceará (Uece), Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e Universidade Regional do Cariri (Urca) integram as instituições de ensino superior de responsabilidade estadual.

 

Em 2017, o governo estadual realizou o primeiro concurso público da história da Uece para os servidores técnico-administrativos. Também conseguiu aprovar na Assembleia Legislativa o projeto de lei que instituiu o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), beneficiando os profissionais da Uece, Urca e UVA e promovendo maior contratação de professores – consolidando, assim, a atuação das três universidades estaduais.

 

Foi aprovado na Assembleia Legislativa do Ceará o Projeto de Lei Complementar de iniciativa do Executivo Estadual, autorizando o Incremento Salarial para professores Série B (substitutos, temporários ou visitantes) das três universidades públicas estaduais. O projeto corrige uma distorção no salário desses profissionais, que recebiam remuneração abaixo do nível dos professores da rede estadual de ensino médio.

 

Bolsas de estudo

 

As atividades de pesquisa e pós-graduação nas instituições universitárias têm crescido acentuadamente, em taxas acima da média nacional, e o apoio através das bolsas é fundamental para a garantia do nível de excelência do Estado.

 

Para assegurar o incentivo à pesquisa, o Governo do Ceará oferece bolsas de estudo gerenciadas pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap). De acordo com o presidente da Funcap, Tarcísio Pequeno, “as bolsas permitem reter e atrair os melhores estudantes e isso se reflete na qualidade da pós-graduação”.

 

No final de 2017, houve a assinatura do termo que garante a concessão de novas bolsas de estudo. As bolsas de mestrado e de doutorado são destinadas a alunos que cursam programas de pós-graduação stricto sensu em universidades do Ceará e mantêm atividades de pesquisa de alto nível em cursos credenciados pela Capes em todo o Estado. Já as bolsas de iniciação científica serão concedidas a estudantes que manifestam, ainda na graduação, interesse pela pesquisa acadêmica.

 

Oportunidades para jovens

 

Tornar os jovens cearenses protagonistas de sua própria história de sucesso é o que a Secitece busca, ao promover diversas iniciativas de estímulo ao empreendedorismo e desenvolvimento de startups.

 

O programa Corredores Digitais é um dos exemplos de iniciativas de promoção do empreendedorismo para os jovens. Ele alia o conhecimento de jovens ao processo de incubação e no desenvolvimento de novos negócios na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Participam do Corredores Digitais jovens que têm uma ideia e querem transformá-la em negócio. A iniciativa já ajudou a criar novos produtos/serviços com essas novas empresas em todo o Ceará.

 

Na linha do empreendedorismo digital, Fortaleza foi sede, em 2017, da final da etapa nacional da “Imagine Cup”, conhecida como a Copa do Mundo da Tecnologia. A competição mundial promovida anualmente pela Microsoft estimula o espírito empreendedor de estudantes do mundo inteiro. O evento aconteceu no Cineteatro São Luiz com a participação de cerca de mil estudantes, autoridades e profissionais da área.

 

E para apoiar a transformação de ideias em negócios de sucesso, a Secitece oferece uma estrutura física e de pessoal com o CriarCE FabLab, ambiente de incubação de empresas que funciona nas dependências do prédio do Cineteatro São Luiz, em Fortaleza.

 

Incentivo à Inovação

 

Lançados periodicamente pelo Governo do Ceará, os editais de financiamento à inovação estão entre os principais instrumentos para estimular o empreendedorismo, sempre definindo setores prioritários de acordo com as principais demandas do Estado.

 

O Programa de Apoio à Inovação Tecnológica nas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado do Ceará (Tecnova-CE), uma iniciativa da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) em parceria com a Secitece, aportou R$ 20 milhões no financiamento de 29 empresas cearenses de base tecnológica em setores estratégicos: Agronegócio, Eletrometalmecânica e Materiais, Petróleo e Gás, Têxtil e Confecção, Couro e Calçado, Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e Biotecnologia.

 

Já o InovaFIT – Fase 1 teve seu edital lançado no final de 2017 e vai destinar recursos para o desenvolvimento, por empresas sediadas no Ceará, de bens, serviços ou processos inovadores. São R$ 3 milhões para a contratação de empresas com projetos no valor total de até R$ 100 mil, cada.

 

Núcleo de pesquisa industrial

 

A Secitece conta com uma vinculada que contribui para o desenvolvimento da pesquisa e da inovação: trata-se da Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec). A instituição está prestes a completar 40 anos e já atendeu cerca de 600 clientes do setor produtivo, possuindo mais de 10 projetos em andamento, além de variadas parcerias, entre elas com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com a GNR e com o Banco do Nordeste, entre outros.

 

O Nutec conta com seis projetos na área de energias renováveis e avança cada vez mais no setor de Resíduos Sólidos e Efluente, com um Laboratório recém-implantado, que desenvolve diversas pesquisas na área de compostagem, produção de biogás, coleta seletiva, classificação de resíduos sólidos e análise de água e efluentes.

 

Qualificação profissional

 

O Governo do Ceará aplicou mais de R$ 3 milhões, através de emenda parlamentar, para a restruturação dos Centros Vocacionais Tecnológicos (CVT), unidades que oferecem cursos de formação inicial e continuada para trabalhadores em diversas áreas. São 32 CVTs espalhados pelas 14 macrorregiões do Ceará.

 

A restruturação dos CVTs é realizada pela Secitece com apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O trabalho inclui a entrega de novos laboratórios vocacionais nas áreas de Agronegócio, Indústria e Comércio e Serviços, abrangendo equipamentos nas áreas de soldagem, manutenção de motos, design e moda, manutenção predial, refrigeração e climatização, segurança no trabalho, CAD, processamento de alimentos e manutenção de computadores.

 

Outra iniciativa para qualificação de jovens e adultos é a Universidade do Trabalho Digital (UTD), que oferta cursos gratuitos em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) voltados para a inserção no mercado de trabalho e a inclusão digital, em níveis básico e avançado. Funciona nas dependências do prédio do Cineteatro São Luiz, em Fortaleza/CE, e só nos três primeiros meses do ano abriu inscrições para 13 cursos.

 

Ambiência legal e física

 

A Secitece coordena estudos que abordam o cenário atual e apontam as perspectivas para o setor de CT&I. Entre os documentos, está o Plano Estadual de C&T, construído coletivamente e de forma cooperativa pelos diversos atores e agentes que produzem e são beneficiários diretos dos avanços do setor. O Plano consolida um sistema estratégico para o desenvolvimento social, econômico, sustentável e includente e será incorporado ao projeto Ceará 2050, com visões de curto, médio e longo prazo.

 

Nessa linha, a Secitece caminha para o lançamento do Observatório de CT&I – uma plataforma digital que deverá agregar dados das instituições estaduais, formando um sistema de informações para proporcionar a ampla difusão do que é realizado pelo Ceará na área, com cerca de 300 indicadores.

 

Popularização do conhecimento

 

Tantos esforços financeiros do Governo do Ceará não serão suficientes se a sociedade não se apropriar do conhecimento científico. Por isso, a Secitece realiza ações para popularizar a Ciência e mostrar que ela torna nossa vida mais fácil.

 

Uma das ações é o concurso itinerante “Ceará Faz Ciência”, que tem contribuído para identificar vocações científicas e tecnológicas e novos talentos. É realizado com apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e possui edições em várias regiões do Estado.

 

Outra iniciativa de destaque é o projeto Ciência Itinerante, que leva experimentos nas áreas de Biologia, Química, Física, Tecnologia da Informação e Robótica. O projeto conta com um ônibus-laboratório e monitores que fazem demonstrações divertidas e didáticas. A ação é da Secitece, com apoio da Capes, e percorre todo o Ceará realizando visitas a escolas e praças públicas.

 

Feira do Conhecimento

 

Em uma iniciativa inédita da Secitece, foi realizada em 2017 a primeira edição da Feira do Conhecimento – Ciência, Tecnologia, Inovação e Negócios, no Centro de Eventos do Ceará. O evento contou com mais de 90 empresas e instituições expositoras divididas em ilhas nas áreas de educação superior; educação profissional; startups; incubadoras; Tecnologia da Informação; águas, clima e energia; instituições governamentais e de pesquisa; popularização da ciência; tecnologias assistivas; inclusão digital; robótica e games.

 

Mais de 10 mil pessoas entre estudantes, professores, pesquisadores, empresários, empreendedores de Fortaleza e de diversos municípios do interior do Estado conferiram a feira, que recebeu 40 ônibus de escolas públicas de Fortaleza e mais de dois mil jovens. A próxima edição do evento terá capacidade e atividades dobradas, para agregar ainda mais iniciativas e alcançar o maior número de pessoas.

 

Fonte: Jornal da Ciência, 29/03/2018, com informações Secitece

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa