logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

A via crucis da participação privada em ciência e tecnologia

Ter, 12 de Setembro de 2017 07:09

Em vez de auxiliar instituições de pesquisa, imposições legais criam ambiente desfavorável à execução de projetos com recursos privados; artigo de Ricardo Magnus Osório Galvão para o Direto da Ciência

 

Em recente comentário no Jornal das Dez, da Globo News, o jornalista Carlos Sardenberg defendeu uma "reforma estrutural" nas universidades e instituições de ciência e tecnologia federais, de forma que procurem "buscar outras fontes de financiamento que não o tesouro", como é feito em outros países, como Estados Unidos e Israel.

 

Essa proposta está baseada em "uma interpretação equivocada e recorrente sobre a realidade do investimento em ciência e tecnologia nos países desenvolvidos', como bem argumentou o jornalista Maurício Tuffani em artigo em 31 de agosto em Direto da Ciência ("Investimentos públicos e privados para ciência: não é bem assim, Sardenberg").

 

Há, no entanto, outro fator muito importante, não facilmente percebido pela imprensa e sociedade em geral, que cria obstáculos quase intransponíveis ao estabelecimento de uma colaboração produtiva entre o setor privado e universidades e instituições de pesquisa, e que permita a estas conseguir fontes de financiamento não orçamentárias, o ainda anacrônico Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação brasileiro.

 

As principais formas de universidades e centros de pesquisa angariarem recursos do setor privado é por meio da celebração de convênios para desenvolvimento de projetos de interesse comum ou por meio da prestação de serviços, utilizando seus laboratórios e capacitação técnica, sem prejuízo de suas atividades finalísticas.

 

Em particular, quando sou entrevistado sobre a situação orçamentária do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), frequentemente me perguntam por que, nas atividades de desenvolvimento de satélites, previsão do tempo, sensoriamento remoto e muitas outras de caráter aplicado, não buscamos parcerias construtivas com possíveis interessados do setor privado, visando angariar recursos que, pelo menos parcialmente, auxiliem na manutenção da instituição.

 

Leia na íntegra: Direto da Ciência

 

Fonte: Jornal da Ciência, 11/09/2017

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa