logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Setor sucroenergético precisa de US$ 31 bilhões para Brasil cumprir Acordo de Paris

Ter, 29 de Agosto de 2017 10:12

O estudo "O setor sucroenergético em 2030: dimensões, investimentos e uma agenda estratégica", produzido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Fórum Nacional Sucroenergético, afirma que o setor sucroenergético precisa de investimentos de US$ 31 bilhões para apoiar o Brasil a cumprir o compromisso de reduzir as emissões de gases de efeito estufa assumido na 21ª Conferência das Partes sobre Mudanças Climáticas (COP-21), em 2015, em Paris.

 

No documento, estão relacionadas as necessidades de produção de etanol, açúcar e bioenergia, aquisição de equipamentos e instalação de novas usinas para ampliar a capacidade do setor para contribuir com as metas de aumentar em 18% a participação de bioenergia na matriz energética brasileira.

 

Para cumprir o compromisso com a Agenda do Clima, o país precisará alcançar uma produção de 54 bilhões de litros de etanol, 46 milhões de toneladas de açúcar e 76 Terawatt-hora (TWh) de energia elétrica. Para isso, será necessário aumentar a produção de cana em 41%, das atuais 666 milhões de toneladas para cerca de 940 milhões de toneladas. A área plantada terá de aumentar 3,13 milhões de hectares, dos atuais 8,65 milhões de hectares para 11,8 milhões de hectares. Na área agrícola, os investimentos previstos são de US$ 5 bilhões.

 

Em relação a equipamentos, deve-se aumentar a capacidade de moagem da cana-de-açúcar de 942,75 milhões de toneladas para 1.050 milhões de toneladas, considerando uma capacidade ociosa de apenas 10%. O Brasil, que possui capacidade instalada de 750 milhões de toneladas de cana, precisará de uma capacidade adicional de 298 milhões de tonelada. O estudo prevê ainda a construção de 80 novas usinas até 2030 para processar uma média de 3,7 milhões de toneladas de cana por ano, o que implicaria investimento de US$ 26 milhões.

 

O estudo estima que, caso os investimentos previstos se concretizem, o setor sucroenergético deve alcançar, em 2030, Produto Interno Bruto (PIB) de US$ 74,49 bilhão, movimentar US$ 206,64 bilhão e recolher cerca de US$ 19,23 bilhões em impostos. Além disso, empregará cerca de 230 mil pessoas, gerando uma massa salarial de US$ 1,33 bilhão.

 

O levantamento completo pode ser acessado aqui.

 

Fonte: Portal Agência ABIPTI, com informações da Agência CNI de Notícias

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa