logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Inovação e empreendedorismo nas universidades são tema da última mesa-redonda do XII Ciclo de Palestras sobre Desenvolvimento Tecnológico

Escrito por Tatiane Liberato   
Qua, 31 de Maio de 2017 11:41

O último evento do XII Ciclo de Palestras sobre Desenvolvimento Tecnológico da UFSCar, realizado entre os dias 19 de abril e 24 de maio com o tema “Empreendedorismo”, contou com a participação da Agência de Inovação, representada por seu diretor executivo, Roberto Ferrari Júnior, em mesa-redonda que apresentou as experiências das duas universidades – UFSCar e Unicamp – no incentivo à inovação e empreendedorismo. O evento foi promovido pelo Núcleo de Informação Tecnológica em Materiais (NIT/Materiais), a Agência de Inovação da UFSCar, o Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais (PPGCEM) e o Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade (PPGCTS) e aconteceu no Anfiteatro Bento Prado Junior no campus São Carlos.

 

A mesa-redonda começou com apresentação do diretor executivo da Agência de Inovação Inova Unicamp, Milton Mori, também palestrante convidado, que apresentou o índice de inovação no Brasil, além do histórico da Inova, cuja missão é identificar oportunidades e promover atividades de estímulo à inovação e empreendedorismo na Unicamp, ampliando o impacto do ensino, da pesquisa e da extensão em favor do desenvolvimento socioeconômico sustentável. O diretor apresentou iniciativas da universidade, indicadores, bem como cases de sucesso de suas empresas-filhas. No fomento ao ecossistema de inovação formado na região de Campinas, Mori evidenciou os eventos que a Inova realiza, além da atuação do Parque Científico e Tecnológico da Unicamp.

 

Na ocasião, o diretor executivo da Agência de Inovação da UFSCar, Roberto Ferrari Júnior, também apresentou as principais ações da Agência, os casos de sucesso de tecnologias disponíveis para licenciamento que alcançaram a mídia recentemente, além de iniciativas como a aplicação do questionário que busca avaliar a cultura empreendedora da universidade e o cadastramento de suas empresas-filhas. O diretor também comentou sobre a aprovação de novas regulamentações para projetos de inovação na universidade, que aconteceu na última Reunião Ordinária do Conselho de Inovação Tecnológica da UFSCar.

 

A partir de uma visão estratégica, Ferrari apresentou a carteira de serviços da Agência com detalhamento de áreas e o plano de ação atual, que visa transformar a sociedade com prospecção e apoio a projetos inovadores. “A missão da Agência é capacitar e mobilizar pessoas para inovar, empreender e transformar a sociedade, e nós podemos fazer isso por meio dos serviços que oferecemos à comunidade e à sociedade”, declarou Ferrari.

 

Durante o diálogo com os participantes, os diretores também afirmaram que os Núcleos de Inovação Tecnológica enfrentam dificuldades com o marco regulatório brasileiro, porque não possuem capital para aplicar em empresas incubadas. Mas tanto a indústria quanto a academia têm se mobilizado em fóruns para a solicitação de ajustes nas legislações – como o fórum da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei). Há ainda dificuldades no incentivo interno aos pesquisadores, de acordo com Ferrari, por exemplo no incentivo acadêmico às atividades empreendedoras dos alunos. “Pretendemos dialogar com os cursos degraduação e pós-graduação, através de seus Conselhos, para apresentar as oportunidades e possibilidades de incentivo ao empreendedorismo. O diagnóstico da cultura empreendedora é fundamental para a obtenção de dados objetivos que mapeiem o interesse sobre o tema”.

 

No que diz respeito ao estímulo ao licenciamento de tecnologias acadêmicas, Mori sugeriu que em projetos de pesquisa desenvolvidos em parceria com empresas as chances de as tecnologias serem licenciadas são maiores. “De toda patente que surge em parceria com uma empresa, surge um licenciamento”. Além disso, Ferrari ressaltou a importância do empresário estar próximo da universidade pela sinergia que este intercâmbio proporciona, criando um ambiente favorável à inovação e ao empreendedorismo. "Temos o sonho de criar na UFSCar um espaço de pré-incubação e também um parque tecnológico, para aproximar ainda mais nossos projetos inovadores do setor empresarial. Vamos trabalhar para fortalecer esse ecossistema de inovação. Nossa premissa é gerar oportunidades para transformar conhecimento em inovação, negócios e desenvolvimento”, finalizou.

 

DSC 0155 reduzida

Roberto Ferrari Júnior em mesa-redonda na UFSCar que discutiu o incentivo ao empreendedorismo nas universidades 

 

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa