logo

slogan

ufscar

Cadastre-se e receba as novidades sobre a Agência Inovação da UFSCar por e-mail
parceiros_top

failogopequeno

 

fortec

 

inpi

 

parceiros_bottom

Redes Sociais

face twitter youtube

Brasil e Argentina avaliam formas de fortalecer cooperação científica

Sex, 26 de Maio de 2017 10:25

Representantes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) estiveram nesta semana na Argentina com o objetivo de estudar formas de fortalecer a cooperação científica do país vizinho com o Brasil. No encontro, foi debatido com a Sociedade de Biofísica da Argentina (SAB) e o Conselho Nacional de Pesquisas Científicas e Técnicas (Conicet) a importância do intercâmbio entre as duas nações sul-americanas, e delineadas possibilidades para uma futura parceria com projetos conjuntos.

 

Segundo o presidente do Conicet, Alejandro Ceccatto, há uma necessidade de "retomar a cooperação com o Brasil, já que ambos os países têm uma tradição científica longa e um importante desenvolvimento em ciência e tecnologia". Ele acrescentou que "a cooperação científica entre Brasil e Argentina é considerada uma das mais importantes do mundo pela massa crítica de pesquisadores que têm ambos os países".

 

Do lado brasileiro, o diretor de Ciências Agrárias, Biológicas e de Saúde do CNPq, Marcelo Morales, apresentou a ideia de criar um programa de intercâmbio entre alunos de pós-doutorado, organizado pelo Conicet, CNPq e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). "A proposta é fazer algo juntos para o desenvolvimento dos recursos humanos, com estadias curtas dos estudantes em centros de excelência para completar a tese de pós-doutorado", disse.

 

Morales acrescentou, ainda, a sugestão de parceria com projetos já em andamento como a colaboração com os Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs) e o Programa de Pesquisas Ecológicas de Longa Duração (Peld). “Devemos tentar fazer uma colaboração mais estreita com os programas-chave para ambas as organizações", ressaltou Morales.

 

Para ele, há vários projetos onde o Conicet poderia se juntar para unir forças, tais como o Programa Latino-Americano de Biofísica (Poslatam) e o Programa Binacional de Terapia Celular (Probitec). Ambos os representantes sublinharam, ainda, a necessidade de continuar a gerar ação cooperativa a partir do Centro Argentino-Brasileiro de Biotecnologia (Cabbio), que ganhou, recentemente, a adesão do Uruguai.

 

Por fim, Alejandro Ceccatto mencionou as Redes Temáticas do Conicet como um mecanismo relevante quando se pensa em cooperação com outros países e convidou o CNPq para se juntar a algum desses temas para um trabalho a longo prazo, entre eles, mudanças climáticas e segurança alimentar.

 

Fonte: Portal Agência ABIPTI, com informações do CNPq

 
free poker
logo_rodape
Agência de Inovação da UFSCar - Rodovia Washington Luís, km 235 - Caixa Postal 147 CEP: 13565-905
São Carlos, SP - Brasil - Tel: (16) 3351.9040 - inovacao@ufscar.brmaps
mapa